Resenha: Cinquenta Tons de Liberdade (#3) de E.L. James

Tenho que confessar que não me apaixonei pela serie, achei bem forçada, mas o terceiro livro “Cinquenta Tons de Liberdade ” fluiu melhor e a demonstração da transformação de Gray me atraiu bastante.

Livro: Cinquenta Tons de Liberdade (#3)

Serie: Cinquenta tons de cinza

Autora: E.L. James

Editora: Intrínseca

Páginas: 544

Sinopse: 

Quando a ingênua Anastásia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.

Resenha:

O livro “Cinquenta Tons de Liberdade “ é exatamente para firmar a mudança de Gray e o amor de Ana na trilogia. O livro  começa com às lembranças de Ana sobre a lua de mel e sobre os pontos importantes do relacionamento conturbado dos dois.

Após a lua de mel na Europa, eles retornam a Seattle, e os conflitos pós-casamento começam, quando Ana é quase sequestrada por Jack. Jack acaba preso e Christian furioso. Ana diz a Christian que ele é muito controlador, mas acaba entendendo que ele sente a necessidade de protegê-la.

Deste o inicio o relacionamento de Christian e Anastásia é tumultuado, emocional e uma montanha-russa de sentimentos e piora quando!!!

 “- Um teste de Gravidez?”

“Merda, merda, merda. Como posso ter deixado isso acontecer…? De repente, sinto-me doente e ofereço uma oração silenciosa, por favor não, por favor não. È muito cerdo…”

“- Bem Sra Grey, isto significa que você está gravida.”

Quando Ana conta sobre a gravidez para Christian, ele fica bravo, acusa-a de engravidar de propósito, ele fica atordoado com a possibilidade de ser pai e especula sobre aborto, algo que Ana se recusa a considerar. Assustada e confusa, Ana se preocupa de que seu casamento esteja destruído.

O livro trás vários acontecimentos e um pouco de suspense com o retorno de Jack Hyde que tentará novamente se vingar e acaba colocando a vida de Ana em perigo. E também ocorre conflitos e dúvidas sobre a fidelidade de Gray, quando Mrs. Robinson reaparece com novidades, que afetam Ana e colocam novamente o casamento do casal em prova. Será que ira resistir?

Sr. Gray em busca da liberdade

Mas como falei no inicio da minha resenha. O livro é muito mais sobre o amadurecimento do casal no casamento, superando os obstáculos e de como Sr. Gray começa a série como um homem totalmente quebrado e vai se concertando e moldando um homem que abre mão do estilo de vida dominante e se torna amoroso e leal, literalmente em busca da liberdade.  Ele demostra todo seu amor, carinho, desejo e paixão para Ana, única mulher que conquistou seu coração. O livro traz uma nevoa romântica e embriagadora ao livro. 

Ana é magnifica em fazer Gray dobrar-se a sua vontade, (rsrs eu teria desistido de Gray no primeiro livro). Claro, que o livro tem cenas de sexo e os jogos com brincadeira sexuais continuam, mas foco foi alterado, para o romance. Sr. Gray não quer mais machucar Ana , o quarto das brincadeiras se tornou o quarto do prazer, mesmo que continua um pouco exagerado, é gostoso ver como eles se dedicam a satisfazer um ou outro.

Anastásia deixou de ser aquela garota tímida e sem confiança, estar com Christian ajudou-a a se tornar uma mulher mais confiante, que não hesita em falar com o marido e fazer o que acha melhor para seu casamento. Christian quis dominar Ana de todas as formas possíveis, mas na verdade, foi Ana quem dominou seu coração. O livro realmente convence que Christian e Ana nasceram para viver juntos, até que a morte os separe.

 

 

Nota: Este livro contém linguagem explícita e situações sexuais, incluindo uso de brinquedos sexuais, então é indicado para maiores de 18 anos. Conheça outro livro da trilogia, clicando aqui

Compartilhar

Related posts

Leave a Comment